Já começo o texto com um aviso: Você não é mais inteligente ou mais “burro” que ninguém. Pelo menos é o que aponta os estudos de inteligências múltiplas de Howard Gardner.

Para explicar melhor fazemos um paralelo entre os “Tipos de inteligência X Profissões comuns”. Descubra qual é o seu e veja se encaixa na profissão que você seguiu.

Tipos de inteligência X Profissões

Hora do Homem Tipos de inteligência x Profissões múltiplas inteligências Howard Gardner

Esse aqui é o responsável pela Teoria, Howard Gardner

A Teoria das Inteligências Múltiplas do fim dos anos 80 é, na verdade, uma alternativa ao conhecido “Teste de Q.I.”. Os estudos de Howard Gardner possibilitaram visualizar as outras inteligências não ligadas ao raciocínio e aos padrões conhecidos pela galera ocidental.

Ou seja, sabe aquele cara com talento nato para construir residências no Nepal que nunca viu a tabuada? Ele vai ser encaixado no Inteligência Matemática e talvez até outras mais.

Aliás, nessa teoria, é afirmado que “não existe como medir se uma pessoa é mais inteligente que outra”.

Hora do Homem Tipos de inteligência x Profissões múltiplas inteligências Howard Gardner

Lógico-matemática

A mais favorecida no processo de avaliar o Q.I. é essa inteligência. É a capacidade de avaliação de objetos e abstrações, dedução por meio de raciocínio e, claro, solução de problemas matemáticos.

Profissões comuns: Os diversos campos das Ciências Exatas – engenheiros, arquitetos, programadores, contadores.

Musical

Sabe aquele filme que mostra alguém com “talento” musical nato desde criança? É exatamente assim. Alguém com noções quase instintivas de ritmo, timbre e harmonia.

Profissões comuns: Profissionais da Arte, com maiores habilidades voltadas ao som, como cantores, instrumentistas, maestros, produtores e críticos de música.

Linguística

Das Ciências Humanas, as habilidades de domínio da escrita, da fala, dos idiomas, interpretações e da leitura.

Profissões comuns: Profissionais das áreas da Comunicação ou com maiores habilidades voltadas à escrita e fala – linguistas, advogados, jornalistas, escritores e historiadores.

Espacial

Quem entende esse gigantesco mundo 3D que nós vivemos, visualmente, tem essa inteligência consigo. Percebe, utiliza e transforma o espaço físico.

Profissões comuns: Profissionais com maiores habilidades voltadas ao espaço, como designers, geógrafos, escultures, motoristas, pilotos e até mesmo cirurgiões.

Interpessoal

Consegue entender melhor as relações entre as pessoas, pessoalmente ou em conjunto. Pode ou não ser associado à manipulação, mas entende objetivos e desejos dos outros.

Profissões comuns: Profissionais com maiores habilidades voltadas aos estímulos sociais e culturais, como políticos, antropólogos, psicólogos, empresários, publicitários e comunicadores em geral.

Intrapessoal

Essa inteligência é algo bem pessoal, é sobre o auto-conhecimento. A capacidade de autocontrole e entender fatores psicológicos (stress, ansiedade, medos), crenças, virtudes e vícios.

Profissões comuns: Profissionais com maiores habilidades psicológicas, mas é conhecimento comum de psicólogos, filósofos, terapeutas e guias religiosos.

Corporal-cinestésica

Essa é a capacidade de usar seu corpo para realizar tarefas, orquestrando seus movimentos.

Profissões comuns: Profissionais com maiores habilidades voltadas ao seu corpo, como dançarinos, mais variados atletas, atores e artistas circenses.

Naturalista

Essa e a existencial foram inteligências que foram adicionadas nos estudos mais recentes. A naturalista é compreender fenômenos, experiências e a classificação da natureza.

Profissões comuns: Profissionais com maiores habilidades científicas e da natureza, como biólogos, agricultores, químicos, geólogos e ambientalistas.

Existencial

Muito ligada à inteligência intrapessoal, mas efetivamente mais ligada à existência humana. Muito sobre a reflexão de crenças espirituais, paranormais e que ultrapassam entendimento lógico.

Profissões comuns: Comum em líderes religiosos, filósofos e astrólogos.

O combo perfeito

Um engenheiro pode ter inteligência musical aguçada, isso pode permitir uma outra noção de acústica das obras. Enquanto um advogado criminal pode ter percepções espaciais para identificar se uma prova é válida ou não.

Ou até um diretor de cinema que retrata os fenômenos naturais de forma mais realista. Ah, os combos são infinitos.

Todos têm mais de um tipo de inteligência, somar elas para dentro da sua vida profissional é a melhor forma de aproveitar. Além de que todas habilidades podem ser melhor desenvolvidas e praticadas.

E aí? Sua profissão combina com seus “tipos de inteligência”? Conta para gente nos comentários!

Leia também

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin