O debate entre os agrotóxicos e produtos orgânicos nunca foi tão atual, mas de que forma é melhor consumir apenas produtos orgânicos? A gente explica!

Mais saudáveis, mais sustentáveis e mais saborosos, vale a pena sim.

O que são produtos orgânicos?

O desejo por uma vida saudável e conscientizada é um consenso entre quem procura alimentos orgânicos. A diferença principal dos alimentos é na forma que eles são produzidos, plantados e etc.

Não foi utilizado em um alimento orgânico qualquer substância química ou pesticida durante a produção. Dessa forma:

Frutas, legumes e verduras: Cultivados usando apenas fertilizantes e controles de praga que são naturais.

Carnes e ovos: Criação de animais sem hormônios, anabolizantes e alimentados da forma mais natural possível.

Outro solução é não permitir o desenvolvimento de transgênicos que, mudados geneticamente, podem estimular aparecimento de superpragas, perda da biodiversidade, empobrecimento do solo e alegados problemas para saúde humana. Os produtos com o selo OGM Free são livres de Organismos Geneticamente Modificados, sem transgenese.

Alimentações restritivas

Não confunda alimentos orgânicos com vegetarianos (sem carne), veganos (nada de origem animal) ou celíacos (sem glúten).

Orgânicos e o meio ambiente

Uma prioridade no cultivo orgânico são as práticas 100% sustentáveis, não agredindo o ecossistema local. Isso se faz principalmente por priorizar não ferir o solo, água, ar e propriamente os seres vivos.

Os produtos orgânicos também favorecem a economia sustentável, muito por incentivar a agricultura familiar. Favorecendo os pequenos produtores, responsáveis por 70% do alimento consumido pelos brasileiros.

Qual o preço da comida orgânica?

Se compararmos os alimentos orgânicos com aqueles encontrados prontos no mercado, com toda certeza, têm um preço mais elevado. Existem feiras de orgânicos em diversas cidades de todo o país, ofertadas por grandes empresas ou diretamente com os produtores locais.

A oferta de produtos orgânicos já é mais generalizada e incentivada, crescendo ano a ano, então é uma realidade que pode mudar muito logo.

Convencido a investir na alimentação orgânica? Conte pra gente nos comentários!

Veja também

 

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin