Precisamos conversar sobre uma coisa, meu amigo! Putaria é ótimo, todo mundo adora ver, mas pode causar alguns problemas. Infelizmente, assim como em diversos outros pontos da vida, o exagero faz muito mal. E é aí que entra do vício em pornografia.

Para entender um pouco melhor o que é esse problema, quais são seus riscos e como combatê-lo é que trouxemos uma série de informações sobre esse mal que pode acabar afetando muitos homens.

O que é o vício em pornografia

O pornô é um prazer popular entre quase todos os caras e boa parte das mulheres também. Ver uma putaria de vez em quando não faz mal a ninguém. Porém o vício em pornô é quando o negócio ultrapassa os limites.

É absolutamente normal ver uma sacanagem num momento íntimo e com uma frequência moderada. Só que se torna um vício a partir do momento em que a vida da pessoa se torna focada na pornografia. Ou seja, a vontade é só de ver putaria e nada além disso.

Quando saber que é um vício?

Não é fácil de diagnosticar, mas perceber o problema é o primeiro passo para resolvê-lo. E a forma mais fácil de entender que se está passando por essa dificuldade é quando o vício em pornografia atrapalha outros fatores da vida, como por exemplo: o trabalho, o estudo, os horários ou os compromissos sociais.

O vício em pornografia no sexo

Além de afetar a vida pessoal, o vício em pornografia também pode piorar a vida sexual de quem é afetado por ele. Os principais afetados são quatro pontos distintos: problemas em manter ereções, diminuição na sensibilidade do pênis, dificuldade em alcançar o orgasmo e/ou tendência de ejacular rápido demais. Ou seja, o viciado em pornô, também pode acabar vendo o desempenho sexual ir por água abaixo.

Como combater

Existe uma formulinha, criada pelo movimento NoFap, que já ajudou milhões de homens a combater o vício em pornografia. O que os criadores do programa sugerem pra desintoxicação é um período de 90 dias de abstinência total.

Durante esse tempo, não vale nem masturbação nem nenhuma outra atividade sexual. A ideia é fazer uma reeducação nos próprios hábitos sexuais. Após o período, é possível voltar a ver pornografia e transar, mas sempre tentando fazer com que a sua rotina não seja focada somente nisso e que esse ponto da sua vida não atrapalhe nenhum outro.

O importante é ter a medida certa

Ninguém está falando aqui para cortar de vez e pra sempre a putaria da própria vida. Longe disso! Na verdade, é importante liberar esse lado sexual quando for possível e dar uma aliviada às vezes. No fim das contas, o mais importante de tudo é ter moderação em todos os pontos da vida, inclusive quando se trata em ver aquele pornozinho.

Gostou de saber sobre o vício em pornografia? Acha que a sua dose de putaria tá na medida certa pra continuar prazerosa? Então continua aí com a gente para saber mais sobre sexo, saúde e estilo de vida aqui no Hora do Homem

Confira também

 

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin