A  sua próstata pode aumentar naturalmente de tamanho conforme você for envelhecendo, é mais comum isso ocorrer por volta dos 45 anos. A Sociedade Brasileira de Urologia diz que essa condição é chamada de Hiperplasia Prostática Benigna (HPB) e atinge milhões de homens, cerca de 14 milhões somente de brasileiros.

Todo mundo deve fazer pelo menos um check up ao ano para ver como tudo está em relação a sua saúde, é muito importante se preocupar com todas as áreas do corpo e principalmente com os seus órgãos sexuais. Muitos homens tem tabu quando o assunto é médico e as suas partes íntimas, mas isso só prejudica você mesmo.

Essa é uma das doenças mais comuns relacionadas a próstata que você talvez não conheça, se não tratada devidamente ela pode prejudicar a sua qualidade de vida, seu sono e também a sua vida sexual. Dois fatores estão ligados a essa doença, sendo eles: idade e os hormônios masculinos.

Sintomas

  • Jato fraco de urina
  • Intermitência (Urinar com interrupções)
  • Esvaziamento incompleto da bexiga
  • Aumento da frequência urinária
  • Noctúria (Urinar mais a noite)
  • Urgência em esvaziar a bexiga com mais rapidez

Diagnóstico

A doença pode ser descoberta através de um exame físico com o toque retal, ultrassom das vias urinárias e da próstata. Por meio desses teste é possível descobrir se você possui HPB e se sim, qual a situação em que ela se encontra.

Tem tratamento?

Sim. Existem algumas formas de tratamento, tudo é claro que depende da situação do paciente.

1 – Acompanhamento dos sintomas.

2 – Medicamentos para aliviar os sintomas e melhorar a qualidade de vida.

3 – Ressecção Endoscópica da Próstata, ela é realizada pela uretra, removendo parte do tecido da prostata que crescer,

4 – Embolização das Artérias Prostáticas,  essa técnica reduz o fluxo de sangue para as artérias que irrigam a próstata, uma técnica onde o paciente leva anestesia local e ele é liberado horas após o procedimento.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin