Já falamos sobres os mais diversos desejos na categoria de Fetiches, mas dessa vez temos um que atiça por ser tabu. Se você curte assistir putaria, já deve ter se deparado com os vídeos de cuckold, então fomos atrás de descobrir tudo sobre o “pornô dos cornos”.

Se ver sua namorada ser comida por um outro cara te deixa curioso, então está no lugar certo.

Cuckold, o pornô dos cornos

A inspiração para palavra é o pássaro Cuco, que deixa a sua “esposa” acasalar com outro pássaro e ainda cuida dos ovos no fim. É o equivalente norte-americano para o nosso “corno manso”.

O que é cuckold?

Sim, isso mesmo. O termo é uma adaptação do inglês cuckoo (o pássaro cuco) que, na natureza, aceita receber em seu ninho uma fêmea que vá botar ovos de outro macho.

Então se você está em uma relação e sente prazer (e não é não se importar ou achar legal ter um relacionamento aberto, é sentir prazer mesmo) em saber, ver ou ouvir a parceira tendo relações com outra pessoa, você curte o cuckold.

Como funciona?

Em resumo é isso, quem tem fetiche em ser traído. Mas não para por aí não, existem diversas formas para alimentar esses desejos em torno da traição. Para alimentar os desejos tanto de um, quanto dos outros, pode incluir:

  • Ter um relacionamento aberto e gostar de ouvir os detalhes da transa dela com outra pessoa;
  • Ver vídeos da sua namorada/esposa transando com outro;
  • Observar a parceira se excitar em um ménage, podendo alternar entre participar ou só assistir;
  • Ser humilhado, daí esse explico mais tarde.

Então sim, existe, e muita gente tem aproveitado esse tesão tão distinto.

Hype da curiosidade

Se chegou até aqui nesse artigo, sem se interessar tanto pela prática, é porque o tema te causou curiosidade. O fetiche em ser corno também é um fenômeno por conta de tratar assuntos que são bem tabu, como a fidelidade.

Então a “quinta série” da internet já aproveita pra bombar memes sobre cuckold e artigos que falam sobre traições são bem lidos em sites de curiosidades (Buzzfeed) ou de fofocas (aquele caso da família Pôncio, por exemplo).

Aliás, quem não recebeu uma figurinha do Whatsapp que tira sarro de chifres ou corno? É tão comum quanto receber um gemidão.

Uma febre na pornografia

E não é só curiosidade, os vídeos de corno são destaques nos maiores sites de pornografia do mundo. Sempre uma categoria que bomba, desde produções grandes até os do gênero “caiu na net”.

No XVideos são mais de 32.800 resultados na busca de “CUCKOLD”, acompanhado das sugestões de termos como “esposa”, “negão”, “bissexual” e “humilhação”.

Humilhação do corno

Em uma relação de cuckold, o que é bem comum é assistir tudo como um voyeur. Ele também curte ver que alguém satisfaz a mulher dele mais que ele, podendo incluir “Ele me fode tão bem” ou “O pau dele é tão maior”.

Bem no estilo de Little Dick Humiliation, humilhar com relação a pênis pequeno, algo que vem das práticas BDSM.

Em uma fase B da humilhação, rola também o que é chamado de “limpeza”. Ou seja, o corninho vai também limpar toda bagunça que o Ricardão deixou. Como? Com a língua.

Os adeptos de cuckold

Gostando de alguns desses aspectos ou de todos, quem gosta de uma relação assim não está sozinho. A quantidade de vídeos do gênero prova isso, as pessoas gostam mesmo de assistir.

Para ser um corno, um amante ou simplesmente simular essa brincadeira, é mais comum encontrar pessoas em clubes de Swing e trocas de casais. Além de diversos aplicativos direcionados à ménage, como Feeld (antigo 3nder) ou experimentar online com camgirls no chat do CameraHot.

Tirou todas as dúvidas sobre o “pornô de corno”? Então confira outras curiosidades sobre fetiches no Hora do Homem.

Veja também

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin