Você já imaginou como seria viver em um relacionamento em que você tenha a liberdade para seguir seu instituto sexual, e seus desejos eróticos, beijando e transando com outras mulheres, sem que você esteja traindo? Uma relação em que você e sua gata explicitamente concordam que ambos podem ter relações sexuais com outras pessoas?

Isso é a não-monogamia.

A monogamia é a imposição ao homem ou a mulher de ter apenas um conjugue enquanto estiver em um relacionamento. A monogamia também pode ser usado para uma pessoa que tenha apenas um parceiro em toda a sua vida. Muitos homens não se acostumam com essa imposição e de vez em quando pulam a cerca escondidos, neste caso meu amigo, é traição. Algumas religiões permitem que um homem tenha mais de uma esposa, isso chama-se poliginia.

Felizmente existe a não-monogâmica, uma relação em que o casal pode ter mais de um parceiro(a) afetivo e/ou sexual dentro do seu relacionamento, ou seja, o homem pode transar com uma acompanhante de luxo do clubemodel.com ou com uma amiga colorida da infância, com total consentimento de sua esposa ou namorada, sem qualquer tabu.

Infelizmente, a possibilidade de sua parceira aceitar esse tipo de relacionamento ainda é mínima, mas se você descobrir que ela é adepta existem 5 relações não-monogâmicas que você e sua parceira podem experimentar. Dá uma olhada:

  1. Relacionamento aberto (RA)

O mais comum dos relacionamentos não monogâmicos é o aberto.  Basicamente esse tipo se apoia em uma relação afetiva e estável entre duas pessoas em que estão abertas a possibilidade de envolvimento físico e sexual (casual) com outras pessoas, sem que seja considerado como traição e tomando todos os cuidados sexuais necessários (camisinha sempre). Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, um relacionamento aberto requer regras e normas bem estabelecidas. Essas regras serão diferentes dependendo de cada casal, mas pelos menos algumas regras básicas devem existir. Por exemplo, alguns casais definem que o seu parceiro só pode se envolver com outra pessoa quando não estiverem juntos.

  1. Relacionamento livre

O Relacionamento livre também é uma forma consensual de não-monogamia, e é baseado na ideia de que as pessoas têm total liberdade de decidir com quem querem se relacionar e como, sem precisar da permissão do parceiro ou criar vínculos sexuais. Aqui se entende que a pessoa é livre para ter relações sexuais e afetivas com outras pessoas de fora. É possível ter outros namoros, ficadas e outros tipos de relação. Isso tudo sem criar uma hierarquia entre elas: todas são importantes e devem receber atenção.

  1. Poliamor

O poliamor é um dos tipos mais famosos. Ele é parecido com o relacionamento livre, mas se difere por depender do comum acordo entre os parceiros. Você pode se relacionar com outras pessoas, sexualmente e afetivamente, desde que seu namorado também concorde e se sinta bem com isso.

  1. Comunidade afetiva

Esse tipo de relação foi muito comum entre os hippies. Aqui existe um grupo de pessoas que mantêm relações entre si, se baseando em um amor coletivo. Tem amor pra todo mundo e todos ficam felizes e na paz.

  1. Relacionamento a 3

É meio que um ménage à trois permanente, não se limita ao sexo: um relacionamento fechado entre 3 pessoas. Elas se relacionam sexualmente e afetivamente apenas entre si, sem ficar com pessoas de fora.

Também existe uma modalidade que é considerada como uma variante da não-monogamia por muitos praticantes:

Swing

O Swing, ou troca de casais, tem um objetivo puramente sexual. O casal se encontra com outro (ou com outros) e combina uma troca de parceiros para a hora do sexo. Ambos concordam com isso e não se apegam afetivamente ao outro casal.

Ademais, não importa muito em qual formato de relação você acha que se encaixa melhor: o que importa é estar feliz no relacionamento e garantir que sua parceira também esteja (mas sempre experimentando coisas novas, claro!). Para determinar o modelo da relação de vocês, é importante que todos estejam de acordo com a decisão e saibam que para sustentar esse tipo de relacionamento é importante três pilares: diálogo, transparência e honestidade. Não adianta achar que vocês formam um casal não monogâmico se sua namorada não sabe disso, né? Calma garanhão, não vai passar de traição.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin