No começo do mês, a Tesla esteve sob os holofotes da mídia por ter se unido à SpaceX para enviar o primeiro carro para o espaço. O carro foi lançado dentro do foguete Falcon Heavy, o mais potente desde Saturn 5, principal nave que transportou os astronautas para a Lua em 1972, e você pode ler mais sobre o acontecido clicando aquiEntretanto, nos últimos dias ela esteve de novo nas manchetes, dessa vez por uma razão não tão feliz. O sistema da empresa foi invadida por hackers mineradores de bitcoins, a moeda digital, utilizando um modo reduzido de hardware ao invadir o console Kubernetes que a empresa utiliza. 

Mas o que são os tal bitcoins?

Assim como existe o dólar, o real e tantas outras moedas, o bitcoin também é considerada uma moeda e pode ser utilizada em transações online, sendo sua única diferença o fato de não ser impressa e não possuir um Banco Central que faça a moeda e seu funcionamento acontecer. Ela surgiu em meados de 2008 por um programador com o pseudônimo de Satoshi Nakamoto e ficou famosa justamente por ser decentralizada e permitir o anonimato nas transações entre os usuários, sendo assim, elas são quase impossíveis de serem rastreadas.

Normalmente uma moeda está associada a um país ou governo (como o real para o Brasil), entretanto, o bitcoin não está associado a nenhum governo em específico e é um código que não possui uma entidade que controla sua existência. Sua geração se deu a partir de uma rede de computadores utilizados para criar um grid de cálculos que mineram os códigos até a moeda se formar. Entretanto, não é qualquer pessoa que pode fazer isso, pois é um processo puramente matemático e que leva muito tempo para se conseguir uma fração da moeda, mas é possível “emprestar” a capacidade da sua máquina para criação e registro de transações e o mineiro que consegue resolver os cálculos para a criação da bitcoin, ganha um bloco dessa moeda.

Qual o seu valor e como comprar?

Atualmente ele esteve em queda e no momento dessa publicação, seu valor é de 10.237,29 USD (equivalente a mais ou menos R$ 34 mil) por bitcoin. Já para adquirir o bitcoin, você pode comprar através de corretoras como a FOXBIT, Bitcoin Trade ou Mercado Bitcoin, que são as maiores do país no assunto. Também é possível conseguir bitcoins através de transações comuns como compra e venda de bens online, por exemplo: você está vendendo um carro e aceita o pagamento dele na moeda. Mas para poder receber e ter bitcoins, é necessário ter instalado em seu celular uma carteira digital, pois nela será gerado um código ID equivalente ao seu dinheiro que deve ser guardado com muita atenção, pois caso perca esse código, você pode acabar perdendo todo o seu dinheiro.

Caso não esteja lendo a matéria em sua data de publicação, você pode conferir o valor da moeda em tempo real clicando aqui.

Onde posso usar meus Bitcoins?

Por ser uma moeda puramente digital, ela pode ser utilizada em transações online e adicionada às vantagens de não ter juros sobre valor e não ser rastreável e nem fraudável. Algumas faculdades, comércios e empresas já aceitam a moeda como forma de pagamento de produtos e serviços, além da transações informais como compra/venda direto com outro usuário da rede e transações que costumam demorar de 5 a 9 minutos para serem finalizadas. Caso você queira saber quais estabelecimentos aceitam a moeda, você pode procurar a sua cidade no CoinMap para descobrir.

É seguro? Posso transformar em dinheiro físico?

Bitcoin se torna seguro em termos, pois não é fraudável e nem rastreável, o que garante o anonimato do usuário, também não sofrendo com inflação ou ação de impostos. Entretanto, por não possuir uma entidade como um Banco Central administrando seu funcionamento, ele sofre com a volatilidade de seu valor, apresentando oscilações extremas em curtos períodos de tempo. Por isso, a maioria dos economistas indicam entrar com cuidado nesse mercado e investindo em uma quantidade irrisória para que você possa sentir como o sistema funciona. Já para transformar sua moeda digital em moeda real, você pode usar sistema de transferência como Advcash ou Neteller.

Caso você queira saber mais sobre o assunto, pode procurar sites financeiros especializados no assunto como o InfoMoney. Bom investimento!

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn