Desde que os games surgiram (seja console ou desktop), eles vieram acompanhados de polêmicas, tainha, vinho e muito sexo. Seja pela violência gráfica, pelo conteúdo sexual ou assuntos controversos, muitos games ficaram marcados por conterem tudo isso e acabarem sendo banidos de alguns países por serem considerados más influências para a juventude. E no clima do aniversário de 18 anos do console PS2, trouxemos uma lista de jogos polêmicos para quem curte uma tretinha (incluindo jogos da Sony Computer Entertainment). 

1 – Grand Theft Auto (GTA), a franquia

O jogo desde sua criação foi considerado polêmico, pois já na primeira versão havia uma boa dose de violência gratuita e nas missões, envolvendo roubo, morte, muita pancadaria e outros crimes. Mas foi no GTA San Andreas que o jogo estourou ainda mais, pois nessa edição a pornografia foi inserida. Nos arquivos da versão, havia um minigame escondido chamado “hot coffee“, onde o personagem principal CJ podia ser controlado durante o ato sexual com a namorada. A descoberta disso deu início a classificação etária em jogos de videogame.

2 – House Party, uma puta festa

O jogo é de comédia e consiste em ir à uma festa e interagir com outros personagens. Durante todo a história tem bebedeira, briga com direito à armas de fogo, muito palavrão e, claro, pornografia. É possível dar aquela rapidinha com algumas das garotas da festa.

3 – HuniePop, quase um Candy Crush do sexo

Ele é basicamente um puzzle game que consiste em seu personagem principal ter relações sexuais com várias mulheres, dando a possibilidade de escolher suas preferências como MILF, novinha, seios grandes e assim por diante. Cada conquista aumenta suas chances de sucesso até se tornar o maior transão do jogo. E ah! Tem uma versão onde você cria um império de camgirls, onde você pode comprar itens para as suas personagens usarem nas transmissões, o HunieCam.

4 – Bayonetta, uma bruxa pra lá de gostosa

O game surgiu em 2009 para Xbox 360, PS3, Wii U e Windows, dirigido pelo mesmo diretor de Devil May Cry. A história é sobre a bruxa Bayonetta que acorda depois de 500 anos sem se lembrar de nada e precisa lutar contra uma horda de anjos para recuperar seus tesouros perdidos e seu passado. O jogo não é necessariamente sobre putaria, mas envolve muita morte, peitos, bunda e uma pitadinha de sexo.

5 – Yandere Simulator, do amor à morte

Bem-vindo ao ensino médio japonês, onde você é uma adolescente que inocentemente se apaixona por um colega de escola. Seria realmente inocente, se o jogo não envolvesse sequestro, tortura, sacrifício humano, aquele pacto de leve com o capeta, putaria e muito mais.

6 – Bully, o nome já diz muito

Aqui você é o personagem principal, um adolescente no colegial, que é o típico covarde. O jogo aborda sexualidade, brigas, confusões adolescentes e alguns assuntos controversos. Bom, sendo uma produção da Rockstar Games, não seria muito diferente da franquia de sucesso, GTA.

7 – The Guy Game, pagando peitinho

Estritamente adulto, o jogo é um trivia game de perguntas e respostas e a cada resposta errada, a entrevistada paga o famoso peitinho. O jogo foi considerado polêmico, primeiramente por mostrar mulheres reais (consequentemente, seios reais) e também por ter sido banido, já que depois de um tempo descobriram que uma das participantes era menor de idade.

8 – Night Trap, um filme com interatividade

Distribuído pela SEGA, o jogo é na verdade um filme interativo onde você pode trocar as personagens, o cômodo que quer assistir e interagir com as situações. O jogo chegou a ser banido pela violência e o conteúdo sexualmente sugestivo, indevido para a juventude da época de lançamento.

9 – Manhunt, mais um da Rockstar Games 

Mais um clássico polêmico da Rockstar, o jogo é basicamente sobre violência. O personagem principal consegue escapar do corredor da morte e em troca de sua liberdade, precisa participar de um jogo doentio e violento para sobreviver. Muitas mortes bizarras e muito sangue, o jogo esteve até sob investigação criminal de homicídio, pois um jogador acabou viciado e usando técnicas do game para matar um amigo.

10 – BMX XXX, sexo na bike 

Mais ou menos no estilo e mecânica do famoso game Tony Hawk’s Pro Skater, esse jogo é sobre esportistas da BMX e com muito conteúdo adulto. Por possuir nudez e piadas de cunho sexual, as vendas do título acabaram impactadas negativamente.

11 – The Witcher, o bruxão do sexo

No estilo RPG hack and slash, o jogo é sobre um bruxo com variados poderes cumprindo missões… E transando muito. A trilogia do game teve tantas cenas de sexo que conseguiu desbancar até mesmo God of War, que até então também tinha cenas e mais cenas de putaria. Entretanto, Witcher se tornou emblemático por uma cena de sexo entre o personagem principal e uma coadjuvante, tendo relações sexuais em cima de um unicórnio empalhado.

12 – Mass Effect e o sexo alienígena 

O game envolve várias ideias da ficção científica como colonização espacial, viagem na velocidade da luz e interação alienígena. O caso é que a interação não fica apenas em conhecer novas espécies, mas sim, ter relações sexuais com elas.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn