Se a aparência é a primeira impressão que temos ao conhecer alguém, o sorriso é o cartão de visitas. A saúde bucal vai além do conceito de estética e beleza, já que, o cuidado com a higiene, evita o mau hálito e pode ainda prevenir doenças.

Adultos e crianças não estão imunes aos males que podem afetar a boca, os dentes, gengivas e pasmem, até a língua. Aliás, a língua é um raio-x do nosso corpo, e na medida que há algum problema de saúde, ela é a primeira a apresentar os sintomas iniciais.

Você já notou que de repente a sua língua ficou branca? O sintoma, na maioria das vezes, é devido à falta de escovação por conta da proliferação de bactérias e resto de alimentos.

Portanto, se você escova os dentes apenas 1 vez ao dia, pode ser um forte candidato a sofrer deste mal, já que o músculo é um terreno fértil de bactérias.

Porém, nos casos mais graves, a aparência esbranquiçada pode ser causada, em virtude do supercrescimento do fungo chamado cândida, que pode provocar infecções ou aftas. Na verdade, o fungo já habita em nossa boca, porém, em excesso, pode atingir a gengiva, o céu da boca, língua, amígdalas e parte de trás da garganta, resultando no aspecto esbranquiçado. E sim, estamos falando do mesmo problema que atinge os órgãos genitais, conhecido como candidíase.

Outro mal causado pela ausência da higiene bucal são as cáries, que surgem a partir dos resíduos de alimentos entre os dentes que, em contato com as bactérias produzem ácidos que podem destruir a estrutura da arcada dentária. Aliás, a halitose ou o mau hálito também está relacionado à má higiene bucal e, muitas vezes é um problema sério na vida das pessoas e que pode afetar o convívio diário e até os relacionamentos.

Afinal, conversar com alguém, que ao abrir a boca libera um odor fétido, é uma situação bem complicada, uma vez que, é preciso muita intimidade para falar com ela sobre o problema. O uso de balas e chicletes apenas mascaram o hálito, e pode piorar o caso, já que os alimentos possuem excesso de açúcar, um revés para a saúde dos dentes.

Perigos escondidos pela falta de higiene bucal

A saúde da boca pode ser colocada em xeque, quando o cuidado diário é deixado de lado, principalmente pelas as mulheres grávidas.  Pois, a falta de cuidados com os dentes pode aumentar o risco de parto prematuro (abaixo de 37 semanas de gestação), com baixo peso (menos de 2,5 kg) e ainda desenvolver quadros de pré-eclâmpsia (pressão alta) .

E os problemas não param por aí, outro fator grave que pode colocar em risco à sua saúde é a endocardite bacteriana. A infecção que afeta o coração e pode levar à morte é causada pela má higiene e o sangramento das doenças periodontais, no caso, a gengivite. É isso mesmo, o descuido com a limpeza dos dentes pode dar origem à problemas cardíacos.

Ou seja, um simples sangramento pode possibilitar que as bactérias presentes na boca entrem no sistema sanguíneo e atinjam diretamente as válvulas e tecidos, causando danos graves ao revestimento interno do coração.

O AVC ( acidente vascular cerebral), por exemplo, também pode ocorrer por conta dos altos níveis de bactérias que pode levar ao entupimento da artéria carótida. Pois é, os transtornos resultantes da má higiene bucal são mais graves do que imaginamos.

Outros problemas pelo corpo

Os males que atingem o organismo, muitas vezes começam pela boca e o contágio se dá, em grande parte, através do sistema venoso. O que muitos não sabem, é que até os problemas respiratórios em pessoas que “esquecem” o trato bucal são causadas por bactérias periodontais, já que, quando transportadas pelo fluxo sanguíneo até os pulmões podem causar pneumonia.

Além disso, os rins e até mesmo danos cerebrais fazem parte da lista de patologias que podem ser desenvolvidas pelo os micro-organismos que vivem na mucosa. E, acredite até a artrite reumática, em virtude das bactérias podem penetrar na corrente sanguínea, e ocasionar a inflamação das articulações.

Disfunção erétil

Não, você não leu errado! As bactérias presentes na boca podem causar impotência sexual, já que podem criar placas e atingir a corrente sanguínea, entupindo-as. Além de diminuir os níveis de uma enzima chamada eNOS, responsável pelo estímulo do fluxo na área do pênis e no disparo das ereções.

A pessoas com gengivas inflamadas pelo acúmulo de resto de alimentos são três vezes mais propensas a sofrer deste mal que aterrorizam os homens. Ou seja, quanto maior os problemas bucais, maiores são as chances de sofrer com disfunção erétil.

Check-list da prevenção

Agora que você viu que a sua saúde começa pela boca, vamos as dicas primordiais para garantir uma vida saudável.

–  Escovação aliada ao uso de fio dental, após as refeições é requisito necessário nos cuidados diários;

– O uso de enxaguantes bucais com flúor auxilia no fim das placas bacterianas causadoras da gengivite;

– Antes de dormir, redobre os cuidados com a boca. Capriche na escovação e, não esqueça de escovar a língua, já que os restos de alimentos ficam depositados por ali. Evite ingerir alimentos ricos em açúcar 3 horas antes de se deitar;

–  Vai comer doces? Então prefira fazer isto próximo das refeições principais, com a garantia da escovação imediata;

– E, por último, não deixe de ir ao dentista. A visita periódica, garante a saúde bucal, além de tratar os problemas já existentes. Você deve visitá-lo no mínimo, 2 vezes ao ano.

Um sorriso pode influenciar positivamente na vida das pessoas, prevenindo o surgimento de doenças. O gesto que é considerado um meio de comunicação, é benéfico inclusive nos tratamentos de depressão. Sorria mais, mas antes cuide da sua higiene bucal.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn