Atualmente o homem mais rico do Brasil e o 22º mais rico do mundo, Jorge Paulo Lemann tem uma fortuna avaliada em US$ 25 bilhões (aproximadamente R$ 81 bilhões) pela revista Forbes e tem impressionado grandes potências mundiais com a sua administração no mundo dos negócios. Liderando o ranking dos bilionários do Brasil desde 2013, há de se concordar que um bom empreendedor deve pelo menos saber quem ele é e o que está fazendo. Separamos aqui, algumas informações interessantes sobre a vida de Jorge Paulo Lemann.

A origem da fortuna

Jorge tem 77 anos, é carioca, filho de imigrantes suíços e atualmente vive na Suíça. Seu pai era dono da Lemann & Co ou como nós conhecemos hoje: a fábrica de latícinios Leco mas, em 1982 a mesma foi adquirida pela Vigor. Em 1999, Jorge criou a Ambev, através da fusão da Brahma e Antarctica, e em 2004 anunciou a fusão da maior cervejaria do Brasil com a cervejaria Interbrew da belga. Nesse mesmo ano atingiu o seu primeiro bilhão. Quatro anos depois a Anheuser-Busch, dona da Budweiser, juntou-se a companhia, formando assim a maior cervejaria do mundo. A companhia conta com mais de 200 marcas como Skol, Budweiser, Antarctica, Beck’s e muitas outras grandes empresas.

A fortuna de Jorge não deve-se somente a cervejarias, o bilionário investe em diversos outros ramos, inclusive startups como iFood, Movile, entre muitos outros. Além isso, Jorge é um acionista do Burger King e Lojas Americanas e um dos donos do ketchup Heinz – juntamente com Warren Buffett, o 2º homem mais rico do mundo.

Humildade e com muito a ensinar

Formado em economia pela Universidade Harvard, Jorge Paulo Lemann é conhecido pela sua humildade e singeleza. O bilionário raramente é visto em aparições públicas ou eventos sociais, e fala abertamente sobre a valorização ao trabalho em equipe, crescimento de funcionários e transparência.

Entre as diversas coisas que podemos aprender com a sua visão e empreendedorismo, Jorge Paulo Lemann preza muito pela sua equipe de trabalho, como dissemos anteriormente. Em um bate-papo com empreendedores realizado na rede Endeavor neste ano (2017), Jorge contou um pouco da sua visão sobre as empresas e funcionários:

“Nós temos treinamento de trainees e gente muito jovem porque queremos ter pessoas dentro de casa que são capazes de realizar o crescimento que nós acreditamos ser possível. Nossa máquina depende sempre de gerar oportunidades para os jovens que treinamos, que são excepcionais e têm muita sede por desafios. É por isso que nós somos sempre obrigados a inventar novidades que dão oportunidades para as pessoas que trabalham conosco. Talvez seja essa a razão de termos todo ano mais de 100 mil candidatos a trainee para as 40 vagas da Ambev.”

O carioca já foi pentacampeão brasileiro de tênis, e hoje financia um projeto de incentivo ao esporte. Jorge também possui projetos de incentivo e melhoria da educação nacional. A Fundação Estudar e a Fundação Lemann oferecem bolsas de estudo em grandes universidades para alunos que tenham pesquisas relacionadas a crises sociais.

Algumas frases do bilionário

  • “A coisa nunca é uma linha reta, sempre tem altos e baixos. O importante é aprender com as dificuldades e sempre ver nas dificuldades uma oportunidade.”
  • O maior risco é não correr riscos, não dá para ficar sem correr nenhum risco, senão você não faz nada.
  • “Sonhar grande dá o mesmo trabalho que sonhar pequeno”
  • “Sempre pratiquei esporte, pelo menos uma hora por dia, seja o que estiver acontecendo no mundo. Além disso, sempre fui muito participativo com a minha família, deu tempo de fazer e criar seis filhos. Um certo equilíbrio é importante. Delego muito: nunca fiz questão de ser o cara que fazia tudo. Gastei mais tempo escolhendo e formando gente muito boa, para eventualmente dar oportunidades a eles e ter mais tempo para mim.”
Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn