Calma, calma. A gente não vai abrir nenhum corpo e nenhum analista foi ferido durante a produção desse texto. Mas viemos explicar porque esses profissionais são tão importantes e cada vez mais requisitados no mercado de trabalho.

Uma caneca de café, a latinha de energético, fatias de pizza e virar noites sem dormir. Talvez seja essa a imagem que você tem em sua mente sobre o profissional. Ela não deixa de ser real em alguns casos (ou muitos) casos, mas primeiro é preciso entender o que faz ele estar nessa posição.

Quem é o Analista de Sistemas

Work Working GIF by NewQuest

Se você possui uma empresa que tenha a internet como base de negócios, precisa de alguém que realize o trabalho, encontrando e desenvolvendo as melhores soluções para o seu negócio. E tudo começa a partir do que você oferece de produto ou serviço para o seu consumidor final. Por exemplo, você possui um e-commerce de camisetas de times, o analista irá desenvolver um site ou trabalhar em cima do que já existe, otimizando a experiência do consumidor e trazendo novas experiências para esse usuário.

Essa experiência pode ser um sistema de recomendação de produtos, compra com um clique, favoritos e assim por diante. Entretanto, para chegar nessa criação é necessário ter também profissionais capazes de trazer dados para que o analista possa trabalhar em cima deles, assim podendo comparar os resultados. Além de ser preciso também, uma equipe que irá trazer ideias as quais os analistas usaram para desenvolver seu trabalho de forma precisa.

A autópsia

Agora que você já sabe quem está por trás de telas de computador criando aquele site bonitão pro seu negócio decolar, vamos analisar os órgãos vitais desse profissional.

Animated Computer GIF

  • Cérebro: é a base de tudo e onde o trabalho começa. O conhecimento em linguagem de programação é a habilidade base para que o cara possa fazer sua função. Utilizada para limpar e organizar dados, aparecem sempre na grade curricular de cursos, pois são importantes para que tudo comece. É comum que iniciantes aprendam a partir das linguagens Phyton e R, principalmente por serem acessíveis e fáceis de entender (pra quem acredita que nunca aprenderia), além de serem as mais populares garantindo que você encontre pela internet a resposta para qualquer dúvida.
  • Tronco: pense nos ombros e coluna vertebral, servem como base para nosso crânio/cérebro. E assim como eles, para o analista também é necessária uma base e nesse caso, é análise estatística. Esse conhecimento é importante para poder fazer leitura de dados coletados e assim por diante. É comum que por isso, precise ter conhecimento em planilhas, já que números irão fazer parte de sua rotina. Mas fique tranquilo, nenhum diploma matemático é exigido para trabalhar com esses dados. Mas muita lógica é essencial.

hacked GIF

  • Membros superiores: assim como um pedreiro precisa dos braços e mãos para erguer a obra, o Analista precisa deles para realizar seu trabalho também. Pode não ser o momento mais glamouroso do trabalho, mas não tem jeito, é um trabalho braçal preciso. Mas assim como na obra tem guindaste, betoneira e equipamentos para ajudar, o Analista pode contar com programas para facilitar seu trabalho na hora de transformar números e dados em algo com que ele possa trabalhar.
  • Membros inferiores: assim como as pernas sustentam o corpo, aqui de forma alegórica, elas irão ajudar o Analista a sustentar suas criações, descobertas e análises. E isso acontece quando por exemplo, ele descobre a forma como o consumidor se comporta dentro do seu site, baseado em dados coletados. Baseado nisso, ele sabe como tirar proveito desse comportamento para melhorar ainda mais a experiência do usuário, mas precisa comunicar isso aos superiores. E é aí que as pernas entram, como uma base firme que sustentará seus argumentos e mostrar que sua solução pode ser extremamente útil para o negócio. Mas é preciso ser conciso e claro, pois uma comunicação ruim pode estragar tudo.

Ser Analista de Dados, é uma união de lógica, matemática e intuição na hora de capturar dados e transformar em soluções. E para se tornar um, é preciso ter gosto por tudo isso e pé firme no chão.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin