O inverno tá chegando e uma bebida que combina com os dias mais gelados é aquele famoso vinho. Mas não é simples assim, existem tipos diferentes e aqueles que são ideais para os dias frios da estação. Vinhos são bebidas muito sofisticadas e cada um possui uma característica de aroma, sabor, graduação alcoólica e até mesmo as uvas que são usadas para cada um. Por isso, é necessário entender um pouco mais de cada um para que suas expectativas sejam atingidas e você consiga impressionar a galera ou a gata.

 

vinho tinto servindo na taça

As Classes

São definidas pela graduação alcoólica (teor de álcool) dos vinhos, podendo ser observadas no rótulo ou em sua composição.

  • Vinho leve: sua graduação costuma ser a mais baixa entre 7 e 9%;
  • Vinho de mesa: eles variam entre finos, nobres, especiais, comuns, frisantes ou gaseificados, e sua graduação alcoólica é entre 10º e 13º;
  • Champanhe: conhecidos como espumantes, sua graduação é intermediária sendo entre 14º e 18º;
  • Vinho composto: possuem graduação de 15º a 18º e sua composição geralmente leva adição de compostos diferentes como vegetal, óleos e outros;
  • Vinho licoroso: com a graduação entre 15º e 18º, seu aspecto é de um licor.

vinho tinto

Teor de Açúcar

Está ligada a percepção que você vai ter como sua acidez, amargor e até mesmo o aroma, o que classifica o vinho.

  • Suave: o mais doce dos vinhos, tendo pelo menos 20g de açúcar por litro da bebida;
  • Demi-sec: um vinho com doçura intermediária, tendo de 5g a 20g de açúcar por litro;
  • Seco: o mais amargo, tendo no máximo até 5g de açúcar por litro.

tipos de vinho tinto

As Cores

Existem três colorações de vinhos e que podem ser influenciadas pelo processo de fermentação e o tipo de uva usada na fabricação.

  • Branco: produzido pela fermentação de uvas claras como brancas e por vezes as escuras, mas sem a utilização das cascas, responsáveis por dar a coloração;
  • Rosé: podem ser produzidos por um blend de uvas escuras e claras, que dão a coloração rosada, ou até mesmo por uvas escuras que não liberam tanta coloração na fermentação;
  • Tinto: o mais comercializado no mundo todo, feito com uvas vermelhas e roxas, usando as cascas na produção.

tipos de vinhos

As Uvas

As uvas escolhidas na produção do vinho é que ajudam a moldar seu sabor, sua cor, textura e cheiro. Algumas são as mais tradicionais e consumidas e são responsáveis por diferenciar e nomear os vinhos, confira.

  • Chardonnay: uma das mais nobres usada na produção de espumantes e vinhos de mesa, além de champanhes em partes da França. Sua coloração é branca e seu teor de açúcar é seco e demi-sec;
  • Malbec: usada para vinhos de mesa, ela é encorpada e seu sabor é amargo, sendo até mais amarga que uma uva Cabernet Sauvignon;
  • Pinot Noir: usada em espumantes e vinhos de mesa, como brancos e tintos. Por ter um cultivo difícil, os vinhos produzidos não são tão complexos, mas muito saborosos, delicados e suaves;
  • Cabernet Sauvignon: a mais popular das uvas, usada para vinhos de mesa, geralmente tintos secos com amargor e aroma balanceados;
  • Merlot: semelhante a Cabernet por seu sabor balanceado, difere pelo aroma frutado com mais sofisticação. Usado em vinhos de mesa tintos e secos;
  • Tannat: suas características principais são sua coloração e sabor intensos diferentes das Malbec, Merlot e Cabernet. Muito usada em blends com Merlot para suavizar o sabor em vinhos de mesa tintos e secos.

Agora que você já sabe tudo, ou pelo menos um pouco sobre vinhos, já está pronto para convidar a gata para tomar aquele vinho? Aproveite para impressioná-la com algumas das informações que deixamos nesse artigo.

Deixe seu comentário aqui
Gostou? Compartilhe com os seus amigos!Share on Facebook
Facebook
Share on Google+
Google+
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin